Carboxiterapia

Carboxiterapia é o procedimento comumente usado para tratar a celulite, olheiras escuras e estrias, pois melhora a circulação, a elasticidade da pele e também as linhas finas e rugas do rosto. Também contribui no reparo do colágeno e na eliminação de gorduras localizadas.

Alguns médicos também usam a carboxiterapia para fins não estéticos, como tratar disfunção erétil, artrite aguda, síndrome de Raynaud e alopecia causada por má circulação sanguínea.

É uma das melhores e mais escolhidas alternativas entre os procedimentos para redução de gordura e celulite, pois não é invasivo e não possuir tantos riscos como a lipoaspiração.

Como funciona a Carboxiterapia?

As especificidades do procedimento variam de acordo com a parte do corpo que será tratada, mas a mecânica do procedimento é basicamente a mesma. Um tanque de gás carbônico é conectado a um regulador de fluxo com tubulação plástica. O médico regulará cuidadosamente a quantidade de gás que flui do tanque. O gás é emitido através do regulador de fluxo e para a tubulação que possui um filtro no final. O filtro é o que capta as impurezas antes que elas atinjam o corpo. O gás então passa por uma agulha muito pequena no lado oposto do filtro e o médico injeta o gás sob a pele através da agulha.

A Carboxiterapia é quase totalmente indolor. Alguns médicos aplicam creme anestésico no local antes de inserir a agulha, o que previne mais eficazmente ainda de qualquer dor. Todo o procedimento é muito rápido, geralmente leva apenas de 15 a 30 minutos para ser concluído.

Antes e depois da Carboxiterapia

A carboxiterapia é um procedimento relativamente seguro e quase sem efeitos colaterais. Algumas pessoas podem ter hematomas no local da injeção, mais comuns nos braços e pernas, mas que deve desaparecer dentro de uma semana. Recomenda-se aos pacientes que fazem o procedimento para redução de gordura ou celulite que não mergulhem na água por 24 horas, seja em piscinas, mar ou até mesmo banheira.

Resultados

Quando a carboxiterapia é usada para tratar estrias e cicatrizes, é relativamente indolor. Isso ocorre porque o tecido cicatricial não tem nervos. Você pode sentir uma sensação de coceira à medida que as estrias se distendem durante o procedimento, mas que deve se resolver em cerca de cinco minutos.

Pessoas que usam carboxiterapia para tratar celulite e depósitos de gordura podem sentir pressão durante a injeção, semelhante à sensação sentida durante um teste de pressão arterial. Isso é causado pelo gás em expansão. As áreas tratadas ficam quentes e formigam após o tratamento por até 24 horas, à medida que o gás dióxido de carbono faz seu trabalho e a circulação melhora. No entanto, você poderá executar sua rotina normal após o término do procedimento.

Perguntas mais frequentes sobre Carboxiterapia

  1. Quais as contraindicações para a Carboxiterapia?
    Este procedimento é contraindicada em casos de infecção ativa na região a ser tratada e também para pacientes com doença pulmonar que cause retenção de gás carbônico, como, por exemplo, a doença pulmonar obstrutiva crônica.
  2. Quais os profissionais que podem efetuar o procedimento?
    Por se tratar de um procedimento invasivo, a carboxiterapia só pode ser realizada por médicos profissionais. Os médicos especializados em estética, como o dermatologista e o cirurgião plástico, geralmente são os mais procurados por sua experiência.
  3. Quais riscos?
    Os riscos são quase nulos. Há casos relatados de embolia gasosa, mas que só ocorreram por erro médico.

Ficou com alguma dúvida? Converse com seu médico antes de decidir fazer o procedimento de Carboxiterapia. Nossa equipe está à sua disposição para lhe auxiliar no que for preciso, entre em contato.