Peeling

Peeling é o processo de remoção das camadas mais superficiais da pele com uso de um produto químico, físico ou laser. 

Neste tratamento o que ocorre é a destruição controlada de parte ou de toda epiderme levando a esfoliação e remoção de lesões superficiais da pele, seguida pela formação de um novo tecido dérmico e epidérmico. 

Com este processo de remoção, a pele deve se reestruturar e se renovar, além de produzir mais colágeno, que é a substância que dá firmeza à pele. Os peelings são indicados em tratamentos de rejuvenescimento facial, remoção de manchas na pele, remoção de cicatrizes de acne, diminuição de flacidez, entre outros problemas de pele. E o resultado, claro, varia conforme as finalidades do peeling.

Como funciona o Peeling?

Chamamos de Peeling Superficial o procedimento que compreende o uso de ácidos (ácido hialurônico, ácido glicólico de baixa concentração, compostos com tricloroacéticos, retinaldeídos, salicílicos) e também uso aparelhos, como o ultrassom estético, jatos de cloridróxido de alumínio, ponteiras especiais com propriedades esfoliativas suaves ou de controle de potência e profundidade e outros. O objetivo deste Peeling Superficial é justamente remover a camada mais superficial da pele com uma discreta ou nenhuma descamação visível.

Há também o Peeling Médio, que tem por objetivo destruir e esfoliar a epiderme quase totalmente, e também a camada chamada córnea. Este procedimento é indicado para a atenuação das rugas finas e médias e alguns tipos de manchas da pele mais superficiais; ele também tem a capacidade de renovar a camada externa da pele, estimulando a formação do colágeno.

No Peeling Profundo também são utilizados ácidos e aparelhos, um dos recursos mais utilizados é o peeling de fenol, muito complexo na preparação da pele, requerendo às vezes até mesmo a sedação dos pacientes.

Uma outra forma de classificar os procedimentos de Peeling é: Peeling Químico, feito com uso de ácidos; Peeling Biológico, feito com enzimas de frutas; Peeling Laser, feito com aparelhos e Peeling Vegetal, também chamado de gomagem.

Antes e depois do Peeling

Antes do peeling faça uma consulta com seu dermatologista de confiança; Ele avaliará junto com você o melhor peeling e também indicará os cuidados necessários de acordo com o método escolhido.

Resultados

O tempo de regeneração da pele varia, claro, conforme o tipo de Peeling. Nos Peelings Superficiais este tempo costuma ser de até cinco dias; Nos mais profundos podem levar até 30 a 45 dias para a pele se recuperar.

Perguntas mais frequentes sobre Peeling

  1. Há contraindicações para o Peeling?
    O procedimento é contraindicado para pessoas que não tem fotoproteção adequada. Pessoas em tratamento com isotretinoína nos últimos seis meses também devem evitar. Anticoncepcionais orais, tetraciclinas ou corticóide interferem no processo inflamatório, consulte um médico antes de realizar o procedimento.
  2. Gestantes podem fazer Peeling?
    Depende. Peelings médios e profundos não são recomendados, já os peelings leves, com consenso do médico, podem ser feitos.
  3. Quais as possíveis complicações?
    Bons cuidados após o procedimento podem evitar muitas complicações. Entre as possíveis complicações, lista-se: prurido, irritação, queimadura, edema. Com o tempo, a pele pode reagir de forma anormal, gerando lesão tecidual, cicatrização anormal e manchas e surgimento de vasinhos.

Ficou com alguma dúvida? Converse com o profissional de sua confiança antes de decidir fazer o procedimento de Peeling. Nossa equipe está à sua disposição para lhe auxiliar no que for preciso, entre em contato.